Header

A Coroação de Nossa Senhora como Rainha do Céu e da Terra

Ave, Rainha do céu; ave, dos anjos
Senhora; ave, raiz, ave, porta;
da luz do mundo és aurora.

Exulta, ó Virgem tão bela, as outras
seguem-te após; nós te saudamos: adeus!
E pede a Cristo por nós!
Virgem Mãe, ó Maria!

Introdução:

Este Primeiro Sábado de outubro será no dia 3, a festa da Rainha do Santo Rosário será no dia 7, e no dia 12, a NSRA APARECIDA.jpgsolenidade da nossa Mãe querida, Nossa Senhora da Conceição Aparecida - Rainha e Padroeira do Brasil. Assim, meditaremos sobre o último mistério do rosário: a coroação de Nossa Senhora.

Saudemos Nossa Senhora, rezando: Salve Rainha, Mãe de misericórdia, ...

                                 * * *

I - A Coroação de Maria: uma festa no Céu!

No dia de sua Assunção, Nossa Senhora estava na plenitude da santidade. Sua alma santíssima, que não deixou de progredir um minuto sequer durante toda a sua existência terrena, tinha chegado ao clímax. A Virgem Maria chegara à suprema perfeição. Possuía incomparável beleza de alma, pois estava repleta de virtude; seu amor a Deus atingira o apogeu. Essa santidade transluzia em toda a sua pessoa e Lhe dava uma beleza incomparável.

Compreende-se que a bem-aventurança da Virgem Maria seja sem igual. A glória está proporcionada ao mérito da santidade e à graça, e Nossa Senhora em mérito e graça, atingiu o máximo insuperável por qualquer mera criatura. Ela é Co-redentora indissoluvelmente unida ao Redentor, é a companheira inseparável das dores de Jesus, é a Imaculada, a Cheia de Graça, a Mãe de Deus.

Ora, todos esses títulos, assim como a elevam incomensuravelmente acima de todos os Anjos e santos e a sublimam no reino do céu a um trono tão alto que nenhum Anjo nem santo o pode atingir. Acima do trono de Maria só o trono de Jesus.

Podemos imaginar sua alegria, sabendo que, a partir daquele momento, entraria no Céu com corpo e alma. Passaria por um cortejo incomparável de Anjos, que prestariam a Ela homenagens como nunca nenhuma rainha deste mundo, nem de longe, recebeu.

Sendo mera criatura humana, Nossa Senhora estava recebendo o amor entusiástico de todos os Anjos, e a corte que durante milhares de anos tinha esperado sua Rainha ficou transformada em algo lindíssimo, porque Ela estava chegando!

Nossa Senhora coroava com uma perfeição altíssima a beleza do Céu!

Podemos ainda imaginar o desfile maravilhoso das almas eleitas que a receberam no Céu:

• São José, como deverá ter sido a alegria da alma dele, quando A viu ressurrecta, repleta de toda a santidade que transluzia com uma beleza incomparável ?

São Joaquim e Santa Ana, sendo pais de Nossa Senhora, era justo que assistissem de um lugar especial, o ingresso d'Ela no Céu;

Adão e Eva, os primeiros pais do gênero humano, deveriam estar ali presentes. Depois de verem tantas desgraças causadas por seu pecado, puderam contemplar o remédio concedido por Deus para solucionar esse pecado, fazendo nascer Jesus Cristo e glorificando de tal maneira a Mãe Imaculada do Redentor!

E, afinal, todo o paraíso celeste pondo-se a cantar, enquanto Ela sobe até o trono da Santíssima Trindade!

Verdadeira festa no Céu!

Por fim, a Assunção chega ao seu auge: a coroação de Nossa Senhora como Rainha dos Anjos e dos Santos, do Céu e da Terra, pela Santíssima Trindade. Houve então uma verdadeira festa no Céu. Ela foi coroada por ser Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, Filha do Padre Eterno e Esposa do Divino Espírito Santo! (Meditações dos Primeiros Sábados- Pe. Antônio de Almeida Fazenda, SJ-'Mensageiro de Maria'-pp.166/167, Braga, Portugal).

II - Como Nossa Senhora atua com seu poder de Rainha?

Nossa Senhora exerce esse império não por uma imposição tirânica, mas pela ação da graça, em virtude da qual Ela é Coroa??o de Maria - Nossa Senhora Rainha.....jpgcapaz de nos libertar de nosso defeitos e nos atrair, com agrado e particular doçura, para o bem que nos deseja.

Esse materno poder de Maria sobre as almas nos revela quão admirável é a sua onipotência suplicante, que tudo nos obtém da misericórdia divina. Tão augusto é esse domínio sobre todos os corações, que ele representa incomparavelmente mais do que ser Soberana de todos os mares, de todas as vias terrestres, de todos os astros do céu, tal é o valor de uma alma, ainda que seja a do último dos homens!

Afirma S. Luís Grignion de Montfort que, "no Céu, Maria dá ordens aos Anjos e aos bem-aventurados. Para recompensar sua profunda humildade, Deus Lhe deu o poder e a missão de povoar de Santos os tronos vazios, que os anjos apóstatas abandonaram e perderam por orgulho. E a vontade do Altíssimo, que exalta os humildes (Lc. I, 52), e que o Céu, a Terra e o Inferno se curvem, de bom ou mau grado, às ordens da humilde Maria". [Tratado da Verd. Devoção à Ssma. Virgem: S. Luís Grignion de Montfort. Ed.Vozes,pgs.24]

1 - Nossos deveres para com Maria, nossa Rainha.

Estes deveres são numerosos. Somos obrigados a respeitar esta augusta Soberana, a obedecer-lhe e a amá-la. Neste mundo, a soberania de Maria se manifesta sobretudo por uma bondade e benevolência maternais. "Salve, Rainha, Mãe de misericórdia!"

Os justos, por Ela, perseveram no bem e no fervor; para os pecadores obtém o arrependimento e a conversão. Todos podem dizer, com São Boaventura: "Eis a minha Soberana, que me salvou!" (cfr. 'Mês de Maria - segundo o Evangelho na Liturgia'- J.B. Bord - Vozes, Petrópolis, 1947- pp.126,127)

Como aconselha S. Luís Grignion, podem-se resumir estas obrigações: consagrando-nos, segundo nosso estado, à sua vontade, a seu serviço, em todas as nossas ações de cada dia.

Quantas vantagens espirituais nos dará esta piedosa prática! A Santíssima Virgem ama seus escravos de amor; ama-os com uma ternura ativa, afetiva, muito mais intensa do que a de todas as mães juntas. Vai mais além, Santo Afonso ao afirmar: "Reuníssemos nós, enfim, o amor de todas as mães a seus filhos, de todos os esposos às suas esposas, de todos os Anjos e santos para com seus devotos, não igualariam todo esse amor ao amor que Maria tem a uma só alma." (Glórias de Maria - S. Afonso de Ligório, Editora Santuário, 1987, pág.55).

2 - Rainha que é Porta do Céu.

O Pe. Jourdain comenta: "Ela é a porta que nos franqueia a entrada da Casa de Deus.

"Quando o Filho de Deus entreabriu o Céu para descer até nós, foi Maria que Lhe serviu de porta: São Pedro Damião exclama, celebrando a natividade da Ssma. Virgem:

'Hoje nasceu a Rainha do mundo, janela do Céu, a porta do Paraíso'.

"Maria é a porta do Céu, porque todos os que nele entram, fazem-no seguindo a Jesus, por meio de Maria. A Terra, que o pecado de Adão havia separado do Céu, reconciliou-se com este pela intercessão de Maria, que nos deu Jesus.

"A Santa Virgem Maria por sua pureza e humildade, fez descer Jesus Cristo do Céu sobre a Terra; assim também por seus exemplos e virtudes, foi a primeira a abrir para os homens a via que conduz ao Céu. Por isso Jesus Cristo A colocou à testa de todo o gênero humano, e quis que ninguém pudesse ser salvo, nem subir ao Céu, senão pelo consentimento e sob a proteção e a direção de Maria".

Nossa Senhora é a porta do Céu. É por essa porta que todas as nossas orações chegam até Deus, e é por meio d'Ela que obtemos as graças necessárias para a nossa salvação. Assim, em todos os dias de nossa vida e, sobretudo, no momento em que estivermos para entrar na eternidade, a Ela devemos dirigir esta filial e confiante súplica: "Porta do Céu, abrivos para mim". (Pequeno Oficio da Imaculada Conceição -comentado : João S. Clá Dias - Artpressset. 1997, pp.188/189 )

III - O Reino de Maria:

"Por fim, o meu Imaculado Coração Triunfará".

São Luís Grignion de Montfort abre o seu Tratado* assim: "É pela Santíssima Virgem Maria que Jesus Cristo veio ao mundo," isto é, se Maria Santíssima não tivesse vindo ao mundo, Jesus Cristo não teria vindo; "e é também por meio d'Ela que Ele deve reinar no mundo", isto é, a devoção e o reino de Cristo deve vir ao mundo por intermédio de Maria Santíssima. E encerrando a introdução, acrescenta:

"Quando o Reino de Jesus Cristo tomar conta do mundo, será como uma conseqüência necessária do reino da Santíssima Virgem." *(Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem: S. Luís M. Grignion de Montfort - .Ed. Vozes,
Petrópolis, pp..24 e 38)

Animado de ardoroso carisma profético, esse grande apóstolo de Maria - duzentos anos antes das aparições de Fátima - previu que, ao ser conhecida e posta em prática a devoção por ele ensinada, o reino da Mãe de Deus estaria implantado na Terra. Em outros termos, antevia ele o triunfo do Imaculado Coração de Maria, por Ela prometido em Fátima, no dia 13 de julho de 1917, quando anunciou: "Por fim, o meu Imaculado Coração Triunfará".

NSFATIMA_C.....jpgPor isso, exclama o Santo: "Ah! Quando virá este tempo feliz em que Maria será estabelecida Senhora e Soberana dos corações, para submetê-los plenamente ao império de seu grande e único Jesus? Quando chegará o dia em que as almas respirarão Maria, como o corpo respira o ar?

"Então, coisas maravilhosas acontecerão neste mundo, onde o Espírito Santo, encontrando sua querida Esposa como que reproduzida nas almas, a elas descerá abundantemente, enchendo-as de seus dons, particularmente do dom da sabedoria, a fim de operar maravilhas de graça.

"Meu caro irmão, quando chegará esse tempo feliz, esse século de Maria, em que inúmeras almas escolhidas, perdendo-se no abismo de seu interior, se tornarão cópias vivas de Maria, para amar e glorificar Jesus Cristo? Esse tempo só chegará quando se conhecer e praticar a devoção que ensino!" ("Fátima, O Meu Imaculado Coração Triunfará" - Mons. João S. Clá Dias - 2a. Edição, Set.2007, Copypress, p. 90)


Que venha o Reino de Maria, para que assim venha o Reino de Jesus Cristo!  (São Luís Maria Avignon de Montfort)



"Então, apareceu no céu um grande sinal: uma mulher vestida de sol, e sobre a cabeça uma coroa de 12 estrelas" (Ap 12,1)


Oração:

 Ó Maria, Senhora do Mundo, Rainha do Céu! É para Vós, como para o centro da Terra, como para a Arca de Deus, como para a causa das coisas, como para a estupenda obra dos séculos, que se voltam os olhares dos habitantes do Céu e da Terra, dos tempos passados, presentes e futuros. Por isso vos chamarão ebm-aventurada todas as nações, ó Mãe de Deus, pois para todas engendrastes a vida e a glória. Em Vós acham os Anjos a alegria, os justos a graça,os pecadores o perdão para sempre. Com razão, portanto, põem em Vós, porque em Vós, por Vós e de Vós a benigna mão do Onipotente refez tudo o que Ele havia criado!  (São Bernardo)

| print | email Indicar |
3.6428571428571
Votos: 14
Todos os direitos de copyright reservados a Associação Católica Nossa Senhora de Fátima.